Como foi fazer hoje (terca a noite – Brasil)

uma coisa que lembrei mais no final foi que as vezes pesquisando com base no que estou me movendo nas relações com as outras pessoas, as vezes vou descobrindo vários medos, várias coisas que nao gosto muito  de  ver/reconhecer em mim mesmo.

As vezes rola um vai se ferrar essas pesquisa soh acaba revelando esse monte de merda, e daí? E as vezes rola de ficar com um sentimento pesado.

Mas tem outros momentos que mesmo vendo tudo isso dentro de mim rola uma sensação de estar me libertando, de ir ficando mais leve. 

Acho que nesse segundo caso mesmo percebendo essas coisas todas, ainda está claro para mim o meu desejo mais original, como realmente quero conviver com as outras pessoas.

Quando isso ta mais claro fica mais fácil de entender que sem reconhecer esse monte de coisas que tava escondida eu nao vou conseguir viver como realmente desejo.

Quando é o caso do sentimento ficar pesado, na hora nao consigo ver esse desejo mais original, mas soh de saber que ele está lá e saber que os sentimentos vão mudando, uma hora vou conseguir enxergar esse desejo original de novo e fico tranquilo ao esperar.

Eu sinto que para mim é muito importante essa coisa de estar conseguindo olhar para como realmente quero ser/viver, a partir daí vou tentando seguir nessa direção.

A reunião também achei que foi bem rapida, nao soh hoje como também nas outras vezes. Eu fico com vontade de poder começar na hora marcada para a gente poder aproveitar mais o momento juntos.

2+

fazer cerimônia

Em 2018, comprei quatro malas.
Uma delas, está aqui em casa agora.
A mala vermelha deve estar com a Marceline na Suíça.
Dois delas, Kenji levou e não trouxe de volta.
Mandei mensagens para Marceline e Nanako.
Resposta que chegou da Marceline foi de que a vermelha está com ela.
Antes de receber a resposta, pensei que a Marceline deve estar com a intensão de usar para a Suíça em dezembro.
Marceline mesma, não falou isso, mas pensei assim porque esses últimos anos, ao voltar da Suíça, ela não tem devolvido as malas para mim.
Hum . . . é isso. . . O que eu quero mesmo é usar a mala vermelha. Pensei assim.
Eu me perguntei . . . Nesses momentos, por que será que não consigo dizer: “eu quero usar” ?
Parece que mente gira rápido, crio alguma imagem, algo como se eu fosse repreendida.
Das malas que Kenji-san levou, uma está com Nanako e a outra, parece que Miyoko-san está cuidando dela.
Mesmo em relação a Nanako, eu acabo pensando que ela está contando com ela, e pretende usá-la.
Apenas existe a minha vontade de usá-la, mas a sensação é que existe algo aí que faz com que eu não consiga falar.
Tem alguma causa que faz com que eu fique irritada, eu comigo mesma, com esse eu desse jeito.
Pensei assim.

スーツケースを2018年に4個買った。
 今、家には1個ある。
 赤いのはマルセリンとスイスにいるはず。
 2個は賢治さんが持って帰ってこれなかった。
 マルセリンと奈々ちゃんにメッセージ送ってみた。
 マルセリンから、赤いのは自分が持ってると返信が来た。
 私は返信が来る前から、マルセリンは12月のスイス行きに使うつもりしてるだろうな、と思ってた。
 マルセリンはそんなこと言ったことない、けど、この数年、スイスから帰ってきてもスーツケースは返してくれなかったのでそう思ってた。
 あ、そうか。私は赤いスーツケースを使いたいんだな、と思った。
 こういう時、私が使いたいと言えない、のはなんでなんだろうな、と思った。
 なんか頭が先回りして、怒られるようなイメージがあるな。
 賢治さんの持って行ったのは1個は奈々ちゃんが持ってて、1個は美代子さんが管理しているっぽい。(まだ返信無い。)
 奈々ちゃんに対しても使うつもりにしてるのかなとか考えちゃうな。
 自分が使いたいっていうのがただあるだけなのに、なにか言えないのがある感じ。
 そういう自分で勝手にいらいらしちゃう原因があるんだな、って思った。

0

PSE 4 – 10 [08/09/2020]

Hoje de manhã na marmitaria:

Surgiu em mim uma vontade de chamar o KoujiKun para vir trabalhar amanhã.

Mas ao invés de falar isso diretamente para ele, eu pedi para a Noesan falar com ele.
Por que? Que estado é esse?

Naquela hora o pensamento que passou na cabeça foi: se ela pedir ele vem.
Se eu falar ele vai negar, vai resmungar.

Serah que apenas uma vontade pura que surgiu em mim de chamar ele se transformou em algum pensamento complicado do tipo: se ele não vier amanhã vai dar ruim?

Agora lembrei que ainda hoje de manhã, quando a Junkochan chegou na marmitaria eu queria que ele ajudasse ela.Mas de primeiro momento minha cabeça ficou pensando em como falar isso com ele. Fiquei perdido nas palavras.

Como serah que vejo o KoujiKun? De onde vem em mim esse estado de fazer cerimônia?
O que eu queria ter feito naquela hora?

Falado para ele: queria que voce viesse amanhã.


Mais outro exemplo:


Ontem anoite eu escrevi uma mensagem para o Nakaisan.


Eu perguntei o que ele estava pensando sobre a reunião diária da marmitaria.

Quando veio a resposta eu pensei, pode crer, mas e se olhar por esse ponto de vista o que você acha?

Ele me respondeu como uma pergunta, ao ver a mensagem brotou em mim uma emoção ruim.


Eu percebi que era um sentimento negativo em relação a ele.

Percebi e comecei a tentar olhar para esse estado do eu, mas por um tempo essa emoção continuou.

Depois fui na reunião diária, após passar um tempo eu pensei: ue? onde foi aquela emoção que eu tava sentindo?

Eu nao sei o momento exato em que essa emoção desapareceu dentro de mim, mas acho que teve influência grande de ver ele pessoalmente na reunião.

Eu pensei que eh uma reação parecida com as que escrevi recentemente pela NaoeSan.

0