Depois de escrever o que aconteceu…

Depois de escrever ontem sobre “querer receber uma mensagem de alguém”, eu refleti e pensei: o que eu quero é conexão, estar próximo da pessoa que por algum motivo se afastou. Depois disso, muitos sentimentos vieram à tona, fiquei na tristeza por um tempo, lidando com uma frustração e aí veio de novo a rejeição. Daí hoje eu acordei com outra percepção: consegui separar a rejeição da situação toda. Ver que tem rejeição em mim muito antes dessa situação acontecer.

Parece que enquanto tem esse estado de medo de ser rejeitada dentro de mim as relações são muito instáveis e inseguras. Ou eu ajo querendo não ser rejeitada, ou seja, querendo agradar, ou quando vem o sentimento de rejeição eu me protejo, me afasto e caio numa tristeza, me sinto vítima da situação ou até mesmo culpada pela situação. “Deve ter algo de errado comigo”, “acho que fiz algo de errado”, “acho que não sou legal o suficiente”.

Daí parei de me distrair com a situação e só observei que tem isso já dentro de mim. Tem esse medo de ser rejeitada já a espreita desde muito nova na minha vida.

E aí pensei na pessoa da mensagem, e pensei que deve ter algo que ela tá vivendo e que eu nem sei o que é, tem uma necessidade dela ali. E eu queria que ele me mandasse a mensagem para interromper o meu estado de rejeição, ou seja, saiu da minha vontade original de conexão, para uma vontade de não ser rejeitada…

Acho que esses ressentimentos não desaparecem de uma hora pra outra, mas ontem vi que é possível observar quando eles aparecem, identificar e até se permitir sentir, mas não culpar a mim ou o outro por isso, poder me mover por uma vontade real de conexão.

1+