PSE 4 – 8 [06/09/2020]

Ontem durante o encontro as one da academia eu perguntei para a Naoesan: você não vai com a minha cara?

As pessoas que estavam lá disseram: Diego por que você está perguntando isso? Se você está preocupado com isso nao eh seu tema?


Na hora nao entendi, nao achei nada de estranho na minha pergunta.


Ao voltar para casa fiquei me observando e percebi que estava em estado de defesa.

Naquela hora me surgiu um sentimento de ter sido encurralado na reunião. Sentimento de estar sendo alvo.


Eu fiz algo de errado? Capitei a cena como estar sendo criticado?


Bom tudo bem isso, mas o que serah que foi essa minha pergunta para a Naoe?

Falar sinceramente ainda nao entendi direito.


De alguma maneira tem um pensamento de algo como se ela nao vai com a minha cara eh por causa das minhas ações?


Eu estou agindo de maneira a que todos gostem de mim? Estou preocupado com o que  pensam sobre mim?


Hoje fiz a recepção do KoriyamaSan junto com o NakaiSan. Bem na hora que fui falar vi que o Nakaisan pegou o celular. Surgiram pensamentos como: será que to falando besteira? Será que o NakaiSan nao esta indo com a minha cara?


Ao lembrar do Salão e outras reuniões lembro que surgem pensamentos parecidos em relação ao SugieSan.


Serah que tem esse ponto de reação em mim?


Dessa vez no Naikan eu pensei que eu estou pensando que sou o centro do universo.


Durante a faculdade eu fiz um estágio na usina de cana de açúcar. O pessoal nao me dava atenção lá e eu pensei seriamente, essa empresa não vê as pessoas como pessoas. Trabalhavam lá mais ou menos 5 mil pessoas, será que eu estava pensando que o estagiário Diego era a pessoa mais importante?

30 anos sendo criado como filho único, isso deve ser forte dentro de mim…

2+

Filosofada Pos Naikan [06/09/2020]

Serah que o estado de iluminação = estado de coração satisfeito?

É apenas uma conversa sobre minhas sensações, mas após sair do Naikan tem um sentimento de plenitude/satisfação muito grande.

Pode acontecer qualquer coisa.

As pessoas podem fazer qualquer coisa. Eu posso fazer qualquer coisa. Não preciso de nada em especial. Está tudo bem como esta. Um estado de satisfação.
Ao ir passando o tempo hoje fiquei observando como que este estado vai desaparecendo.

Em várias cenas do dia a dia vou reagindo da maneira que meu hábito de pensar já está formado dentro de mim. Em certo momento a cabeça já voltou a pensar um monte de coisas. 

Essa maneira de pensar é baseada praticamente em pensamentos como: vendo coisas que estão faltando/ coisas que não devem ser feitas/ coisas ruins/ criticando as ações e gestos das outras pessoas/ sempre com o olho para o que acontece fora do Eu.

Durante o Naikan acho que tem uma tentativa olhar objetivamente e conhecer a relação das pessoas através das perguntas: o que a pessoa fez por mim? o que fiz para a pessoa? quais problemas e preocupações eu causei.

Para isso se usa o Eu, mas ele não é o centro e também não é vítima.

Ou então quando não pesquisa a partir disso, tenta-se olhar como estava meu estado naquele momento, mas apenas olhar. Acho que por pensar que eh coisa do passado consegue se tomar uma distancia da situação e não surge tão forte uma vontade de mudar, querer resolver o sentimento, fica mais fácil apenas olhar como foi.

Agora penso as coisas não devem ser como são e fico com vontade de resolver isso/satisfazer isso, por isso acabo não conseguindo me satisfazer.
Se estiver tudo bem agora, se tiver uma maneira de pensar que consegue apenas olhar para o que está acontecendo, acho que há satisfação. 

Se isso acontecer pode aceitar tudo que acontece dentro de mim e em volta, será esse o estado que chamam de iluminação?

0