Naikan

Um curso que, por meio da auto observação das suas ações, emoções e pensamentos, possibilita fazer a análise científica de si. Ao conhecer as conexões com todas as coisas, a sua própria existência, a formação, o cenário, vai enriquecendo o seu coração.

O que é o método Naikan?

O método Naikan foi desenvolvido por Ishin Yoshimoto (1916-1988). Yoshimoto era budista mas criou o método sem a cor religiosa para que qualquer um pudesse fazer. Hoje em dia está sendo praticado em diversas áreas, na medicina (hospitais), na educação (escolas), nos desenvolvimento de recursos humanos (empresas). O Método Naikan nasceu no Japão mas está sendo praticado em 9 países estrangeiros, obtendo reconhecimento internacional como uma terapia nascida no Japão. A partir do início da prática do Método Naikan, como um método terapêutico, é muitas vezes usado a expressão “Método de Terapia Naikan”, ou simplesmente como Naikan, diferentes nas expressões mas com o mesmo conteúdo.

Desde quando existe Naikan?

O inicio de Naikan se deu pelo Ishin Yoshimoto com a divulgação e expansão “Método de Exame de Si”, que é a base do que veio a ser o “Método Naikan” atual. Yoshimoto levantou a empresa Sincol, construindo assim a base econômica com esse empreendimento. Após isso, em 1953 abriu o “Naikan-Dojo”, e o Metodo Naikan foi se expandindo na área médica, educacional e nos reformatórios. Os 3 itens do atual Naikan se consolidou em 1968.
Histórico do Naikan:

1937 Ishin Yoshimoto inicia a expansão do “exame de si”, que é a base do atual “naikan”
1953 Ishin Yoshimoto inaugura a academia de naikan
1957 o Reformatório Juvenil de Nara adota no seu programa de recuperação o Naikan
1968 consolidação dos 3 tópicos do Naikan
1976 Hospital Takemoto adota integralmente o Naikan como método terapêutico
1978 Início do Instituto Naikan ( http://www.jpnaikan.org/)
1980 Akira Ishii realiza a primeira semana de Naikan fora do Japão, na Austria
1988 falecimento de Ishin Yoshimoto (01 de agosto, 73 anos)
1990 inicia a “Associação de Descoberta de Si”
1991 1o. Congresso Internacional de Naikan
1998 Inicia a Associação Media Naikan do Japão
2003 1o. Congresso Internacional de Terapia Naikan

2010 33o. Congresso Naikan do Japão em Tokyo

Como se faz o Naikan?

A reflexão e o exame de si Naikan baseia-se em três questões abaixo relacionadas, em relação aos pais, irmãos, marido/esposa, avos paternos/maternos, etc, nesta ordem.
– O que ela fez por mim?
– O que fiz como retribuição?
– Que problemas ou dificuldades causei a essa pessoa?

Em primeiro lugar, em relação à pessoa mais próxima (normalmente a mãe), examina-se o si na idade de primeiros anos no ensino primário. Não é examinar o outro, mas a especificidade está no exame de si lembrando de episódios concretos com esta pessoa. O conteúdo do exame também não é baseado na subjetividade e emoções daquela hora, mas examina-se o fato.

Terminando os anos iniciais do primáio, passa para os anos finais, depois para o ginasial, vai examinado com intervalo de 3 a 5 anos.

Terminando o exame de si em relação a pessoa mais próxima, passa-se para a pessoa seguinte (normalmente o pai), e assim por diante.

O Método Naikan, podemos dividir em duas situções: o Naikan Concentrado e o Naikan Cotidiano. O Naikan Concentrado que é realizado concentradamente em uma semana e o Naikan Cotidiano que é realizado vivendo a vida cotidiana. Comumente quando se expressa “eu fiz Naikan”, geralmente está se referindo ao Naikan Concentrado de uma semana.

O que acontece fazendo Naikan?

É um método para conhecer o si.

O que muda com o fato de se conhecer?

Normalmente, os seres humanos olham a sua volta através de suas emoções e de suas subjetividades. Assim, é muito difícil observar o si objetivamente e também não possuem o olhar para ver o fato como ele é. Captam o fato para si, interpretando de acordo com a sua conveniência, ou pelo contrário, se até captam inconvenientemente e as relações humanas se deterioram tornando difícil a convivência cotidiana. Por vezes odeiam os outros ou sofrem incomodados com a avaliação alheia sobre si.

As pessoas pensam que o seu próprio pensamento e as suas emoções estão corretas e adequadas. E quando analisam “porque ficou desse jeito”, tendem facilmente a voltar os olhos para as coisas fora de si, excluindo-o, fazendo avaliações condescendentes para si próprio.

Cultivando os olhos que conseguem ver o fato como ele é, ver objetivamente as coisas sobre si, passa a enxergar o que não enxergava por estar dominado pelas suas emoções, consegue fazer novas descobertas. Através disto, por vezes dissolve os ranços de até então, por vezes consegue aceitar o si mesmo e se liberta dos seus “complexos”.

Onde se faz Naikan?

O primeiro Naikan Concentrado de 7 dias aqui na Vila Yamaguishi aconteceu na semana de 2 a 8 de abril de 2012.

Impressões sobre Naikan

Das pessoas que já fizeram ao menos uma vez o Naikan

Para se inscrever…