Meu Seminario AsOne – Maio de 2017

Já há algum alguns anos tenho repensado a minha vida o meu modo de me relacionar com as pessoas as minhas atividades do dia a dia o trabalho etc.  Nesse repensar, tive contato com diversas novas experiências e teorias como a criação com apego empática, a comunicação não violenta, agricultura orgânica, o movimento das comunidades intencionais.

E também o yamaguishismo e a experiência da comunidade AsOne  em Suzuka Japão, me interessei bastante as propostas dessa comunidade que identifiquei como a vida sem dinheiro, um ambiente de trabalho profissional sem cobranças e fundado na motivação pessoal intrínseca dos trabalhadores e a vida Comunitária calcada na busca por autoconhecimento e no cuidado e carinho com o próximo.

Vila yamaguishi oferecia cursos semelhantes ou baseados na mesma filosofia dessa comunidade e também devido à proximidade da minha residência e facilidade de participação além do feedback positivo compartilhado com a minha esposa Letícia Penteado que participou do Seminário AsOne em fevereiro de 2018.

Resolvi também me inscrever para experimentar esse processo de autoconhecimento proposto pela Escola ScienZ e também as ideias do yamaguishismo.

Coisas que pensei refleti percebi:  em primeiro lugar o convite a se desfazer momentaneamente dos objetos objetos pessoais não essenciais e do contato com o mundo exterior é fundamental para a pesquisa pois levam a proposta de se fazer experiências e conhecimentos prévios para além da mente para o físico concreto e bastante simbólico.

Para mim ter passado por um processo que hoje edifico como de lavagem cerebral em um ambiente militar na adolescência em que houve recurso a essa técnica de desfazimento de roupas e objetos inúteis naquele contexto elevação momentânea em contato com o mundo exterior inclusive com a família.  Para mim foi muito importante e significante passar por um processo parecido.

Mas desta vez e maneiras verdadeiramente voluntária se voltada a uma auto limpeza conduzida por mim mesmo ainda que auxiliada e cuidada pela zeladoria do curso.

Neste momento lanço aqui o meu carinho e gratidão a Marceline Romeu e Alam que conduziram os processos de pesquisa individuais de maneira extremamente cuidadosa e carinhosa.

Além disso e não menos importante as refeições preparadas com tanto esmero e dedicação pela Claudete o seu marido foram fundamentais para a manutenção da energia corporal e mental durante um processo tão intenso. Muito obrigado penso também que o fato de estar em um ambiente rural fora do bagulho e correria da vida urbana que leva também facilitou a minha pesquisa pois percebo que o que atinge um grau de tranquilidade e de conexão com o ambiente Universo ao meu redor inclusive as pessoas poder experimentar nascer da lua por duas vezes com minhas companheiras e companheiros de viagem.

Foi algo que me trouxe uma sensação de grande contentamento aliás as propostas da ginástica logo ao acordar a limpeza das áreas comuns da louça me lembraram da imensa importância que o cuidado comigo mesmo e com o ambiente que o circunda tem impactos negativos sobre a minha a minha qualidade de vida e sobre a minha disposição e ânimo para encarar os demais tarefas do dia a dia, lembrar-me também de que deixar acumular tarefas rotineiras como a limpeza do ambiente pode tornar tortuosos edifícios tarefa simples e Rap dos executados com regularidade com relação à pesquisa propriamente dita há muito o que dizer ou adversos e sites momento procuro levar de todas em um sentimento de frustração por perceber que provavelmente não conseguirei me lembrar de tudo ainda que tudo esteja atolar catalogado dentro de mim ao menos em um nível consciente pesquisar a partir do zero não se contentar com a primeira hipótese que vem a cabeça e continuar os testes Até final o máximo possível as hipóteses respostas aos questionamentos foi um exercício muito interessante.

Até mesmo aplicar esse método para questionar o próprio método em si. Foi bastante interessante a partir da perplexidades que surgiram de outras outros participantes no início do processo semente da Estela buscar embasamento lógico para as hipóteses independentemente dos diferentes pontos de vista também para ser fundamental pois a meu ver maior concretude a hipótese e também permite testar refutar mais objetivo a mente e com foco esses embasamento e as hipóteses respectivas a pesquisa dos sentidos foi para mim fundamental para perceber que as percepções e reconhecimento de coisas situações não são perfeitas mas sim uma construção mental daquilo que é percebido nesse sentido essas percepções reconhecimentos variam de pessoa para pessoa variam conforme o contexto e portanto me parece importante sempre duvidar da percepção e conhecimento a fina a fim de buscar os sindicados mais próximo do Objetivo realidade percebida a pesquisa da água foi muito intensa para mim até pela situação escolhida interação com meu filho Heitor que não foi por acaso pois a minha relação com meus familiares mais próximos especialmente os filhos algo para mim é muito importante e que amanhã ver precisa de constante exame e aperfeiçoamento a fim de que possa ser alegre e leitosa pesquisar essa raiva

Durante muitos anos nutri um sentimento de ceticismo em relação ao estado das coisas, percebendo que “era assim” e buscando me amoldar à sociedade como eu a percebia.

 Nutria um forte sentimento de desconfiança em relação ao outro e até me gabava de ser receptivo a “pessoas problemáticas” e conseguir evitar situações desagradáveis com isso.

 Agora percebo que nesse processo me mantive fechado a tal conexão “familiar íntima” até mesmo em relação às pessoas mais próximas de mim e que isso me trouxe sofrimento, já que na essência parece que sempre faltou isso esse tipo de relação e a segurança interna que ele parece fazer.

 Enfim poder fazer todas as análises e descobertas de valendo as reflexões de um grupo de pessoas tão bonito e diverso,  do olhar talvez mais calejado de Orlando e Estela e do frescor leveza que Anna e Rebecca traziam para mim, foi algo transformador.

 Neste momento sinto uma gratidão que não cabe em mim .

 Daqui para frente, ao mesmo tempo que me sinto contente e aliviado por todas essas e estas reflexões e descobertas me sinto verdadeiramente assustado. pois para mim encarar o mundo com todas esses novos conhecimentos é algo em si muito desconhecido.

 Me pego às vezes Iniciando um processo mental de auto-confiança pois agora que conheço sou livre para fazer novas escolhas e  talvez estivesse obrigado a fazer essas escolhas sempre. Porém, pareço conseguir respirar fundo acolher esse medo e lembrar que a pesquisa me mostrou que minhas percepções são falhas e que embora eu tenha todos as condições para seguir no caminho, o erro é inerente à experimentação.

 Penso que por ora será importante sempre duvidar das minhas percepções buscar uma conexão verdadeiramente com as pessoas mais próximas e pesquisar a minha essência para descobrir o que me basta e o que me interessa, fazer para poder interagir de maneira mais eficiente o fluxo e abundância Universal.

 E fazer tudo isso no meu tempo com muito carinho comigo mesmo sem amarras de cobrança, buscando experimentar genuinamente e sempre examinando a fundo, desde o zero, cada passo dado.

Deixe um comentário