Conhecer a Vida Humana

Relembrando todo trajeto do curso senti uma organizado nos meus pensamentos. Muitos pensamentos fixos que tenho foi se soltando pouco a pouco. Senti saindo dos conflitos internos. Cada itens vendo, parecia uma ponta de linha se ligando com a outra, caminhando em uma direção.
A vida humana é um constante movimento em que estou alimento/nutrindo(心 coração), corpo e coração. Como se fosse uma cachoeira, sempre com movimento e olhando bem de mais de perto são várias gotas caindo ao mesmo tempo, e sem a água não ha cachoeira.

Então olhando por esse ângulo fui formado com cada gota de água como ação das pessoas. E ao mesmo tempo achando que estou vivendo sozinho com a própria força, tipo “o eu real” diferente de “o eu da consciência”.

Um item que clareou bastante é “o fato”, “a coisa em si”, “a realidade”. Por exemplo quando planta uma semente de laranja, ela brota, cresce, dá as laranjas e dentro da ha sementes. E tudo isso algo que move esse ciclo, algo que sempre está se manifestando e que todo esse manifesto tem algo em si, a coisa em si, parece que algo sempre trabalhando lá. Assim como na vida humana, o “eu/Lucas” como um manifesto e que na base algo que atua em mim, “そのもの” “ a coisa em si”.

Outra coisa que não costumava dar foco é como nutrir o coração (心) ou como estou nutrindo, achei um ponto muito importante para a atenção. Se o coração não está nutrido, sente a falta, e quando vc percebe a falta já saiu distorcido…algo que confundi bastante durante o curso, tipo segurança e sentir segurança. Segurança é um estado normal e sentir segurança é um pensamento humano. Então se estou buscando segurança é falta de sentir segurança, parece que estou buscando algo que já tem ou tentando tapar um buraco sem fundo. (passou no tofu kkk, pensamento distorcido)

Acho que meu pensamento cria ficção com muita facilidade como “tem que”, “eu que fiz”, “não fez o que tinha que ser feito” e também “bem e mal”, “bom, ruim”, “não presta”…tudo isso pode gerar conflitos, raiva e emoções negativas, ficando restrito e até submetido a uma ficção sem olhar realmente para dentro das pessoas.

Acho que ficou claro que o ser humano não gosta disso e que quer o melhor para os outros. E com isso usando a inteligência para olhar realmente o que tem dentro das pessoas e dentro de si.

Deixe um comentário